quoteiros
… enquanto houver vida, haverá esperança. Sim, é certo, por mais espessas e negras que estejam as nuvens sobre nossas cabeças, o céu lá por cima estará permanentemente azul, mas a chuva, o granizo e os coriscos é sempre para baixo que vêm, em verdade não sabe uma pessoa o que pensar quando tem de fazer-se entender com uma ciência dessas.
José Saramago | A caverna  (via quoteiros)

Um tempo sem escrever. A desculpa de que ando sem tempo seria ok, mas na verdade ultimamente a única coisa que tenho feito além de ir ao trabalho é ficar em casa deitada na cama com o iPad assistindo Netflix, seja House, Breaking Bad, um filme tosco qualquer, ou lendo Game Of Thrones. Comprei os cinco livros, mas confesso que nos últimos dias não li muito. Ler é uma coisa que eu sempre gostei muito, tinha o hábito de ler um livro por mes, ou até mais. Hoje em dia…

Ando muito cansada, desanimada. Nem pra sair mais tenho ânimo, ainda mais depois do último Sábado, onde gastei uma nota e foi uma verdadeira merda, tanto o local quando a minha amiga que conseguiu ficar bêbada com cinco long necks (me pergunto até agora como) e ficou insuportável. Na real nem era pra eu ter saído naquele dia, mas como fazia muito tempo que não ia pra algum lugar agitado e tal, desde a minha internação três semanas atrás, resolvi ir. Fui r me arrependi. Preferia ter me arrependido de não ter ido e ter 150 reais a mais. De verdade.

Minha terapeuta tá de férias esse mês. Confesso que tô meio pra baixo, a terapia me ajuda muito mesmo, mas também venho pensando e lembrando de coisas, situações e pessoas que refletem diretamente e significativamente no meu humor e bem-estar. Ultimamente tenho conseguido controlar bem isso. Cada dia um pouco melhor e logo mais vou aprender a lidar com isso da melhor maneira possível. O engraçado é que quando sou eu do outro lado e dou conselhos aos meus amigos, já que alguns passam pela mesma coisa que eu, mas por motivos diferentes, faço o melhor discurso de todos e soo convincente não só pra eles, mas para mim também. Até acabo a conversa mais confiante em mim. Isso é ótimo. Mas às vezes a minha memória insiste em lembrar de coisas que aconteceram no passado e devem permanecer lá. Até porque, bem, o erro não foi da minha parte, muito pelo contrário. Mas enfim.

Queria sentir menos sono. É foda, tenho certeza que grande parte da população mundial passa por isso: ir dormir tarde, acordar morto de sono, quase dormir no trabalho até o final do expediente, ir embora se sentindo muito mais leve, chegar em casa, tomar aquela ducha, por o pijama e aí… Adiós, sono. Aí o ciclo se repete de dormir tatde, acordar cedo, sono, sono, sono… Todos os dias falo pra mim mesma que vou chegar em casa e dormir porque estou morta. No começo quando comecei a trabalhar em Alphavillr e tinha que acordar super cedo, coisa que ainda faço, e para ser mais exata às 5:35 da madrugada/manhã, eu realmente chegada em casa e dormia até o dia seguinte. Acho que meu corpo simplesmente ou acostumou ou aceitou a realidade. “Thug life”.

Queria alguma banda nova super legal pra eu viciar e ouvir até não aguentar mais. Tenho mais de 300 bandas no hd e 200 e poucas no iPod e simplesmente não tenho vontade de ouvir nenhuma. Se bem que confesso, juntando minha preguiça e o fato de que, tadinho, meu computador, que é de 2007, já tá dando seus últimos suspiros, eu não tenho nem baixado os novos álbuns que sairam recentemente, nem passei as bandas que tô falando há milianos que vou passar pro iPod e muito menos fui atrás de algo novo como costumava fazer, e muito. Preciso das duas uma: ter paciência com meu computador e menos preguiça ou descolar 3.000 reais e comprar o notebook que tanto quero. Fala sério, 3k, muita grana! Com isso eu consigo e irei pagar a passagem das minhas férias. Ahhhh, minhas férias…

Falando nelas, daqui 11 meses mais ou menos terei voltado há poucos dias da minha linda e maravilhosa e merecida e esperada e tudo viagem de 32 dias no Reino Unido, ou seja, Inglaterra, País de gales e Escócia. Até o momento só tenho certeza da minha ida. Outra viagem sozinha e de verdade não tenho do que reclamar. Ano passado fui sozinha e aproveitei e me diverti absurdos! Mas quase certo que um grande amigo meu vá comigo! Aí vai ser legal porque ele é bem tranquilo e eu vou poder sentar nnum pub e beber um pint gelaaaaaaado mais tranquila. Mal posso esperar!

Bom, para variar pretendo nesse instante jogar meu joguinho inútil no iPad, responder algumas mensagens no iPhone que eu tô enrolando desde segunda e dormir. Vamos ver se o cronograma será seguido já que amanhã preciso tá com disposição pra ver meus amigos. Mas, claro, sem gastar mais do que 30 reias. A viagem não sairá de graça como a outra (papis e mamis deram de presente de formatura) e muito menos barata!